Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \15\UTC 2010

O amor

Campo do Amor, 15 de Fevereiro de 2010.

Meu caro,

Imagine esta cena. Um gramado muito verde e calmo. A luz do Sol beija-te a pele, aquecendo e confortando cada pedaço teu.  O vento passa os dedos carinhosamente em teu rosto, serenando qualquer inquietude tua. A poucos metros adiante, um sereno riacho, que passa ecoando o som das águas calmas. Frondosas árvores, completando a sinfonia, fazem dançar suas folhas, que se rebatem criando a melodia da natureza. Sob uma delas tu e teu amor, recostado em teus braços, sentados, livres e completos.

Agora tudo é possível, tudo é eterno e infinito. Imagine essa cena, meu caro. Sinta-te infinito.  Esse é o amor. Tens amor e, por isso, também tens tudo. O amor que liberta. Ouça-me bem, rapaz. Ame. Entregue-te completamente ao teu amor. E depois de despencar no desconhecido mundo de outrem, depois de libertar-te completamente de ti e ver-te completamente exposto em sentimentos, te encontrarás completo. Completamente acolhido pelo amor. Sinta, meu amigo.
Um homem que ama,
Fernando Marinho.
Anúncios

Read Full Post »

Oração para o tempo

Que do ontem eu traga a flor
perfumada da experiência.
Que o amanhã não seja uma existência
murcha, machucada e sem cor.

Peço às feridas que insistem em doer
que fiquem mais um pouco a sangrar,
pois ainda é preciso aprender,
mas que ensinem e voltem a andar.

Que o tempo não corra disparado,
para que, quando eu decidir
parar um pouco e sentir,
eu não me perca no passado.
Mas que também não seja lento,
pois tenho em mim cravada
a sede de novo vento.

Que, por fim, eu possa saber
que o meu próprio tempo segui,
podendo olhar pra trás e dizer:
Eu vivi.

Read Full Post »